Seguro Desemprego 2020: Regras, Valor Atualizado, Cálculo e Pagamento

O Seguro Desemprego 2020 funciona como um amparo financeiro aos trabalhadores que foram desligados da empresa contrante sem justa causa. A garantia do Seguro Desemprego 2020 está prevista na Constituição Federal, com total apoio do Ministério do Trabalho. A forma de pagamento varia conforme o tempo trabalhado.

Seguro Desemprego 2020

Seguro Desemprego 2020

Seguro desemprego 2020

Previsto na Constituição Federal de 1946, mas introduzido no Brasil somente em 1986, o Seguro Desemprego 2020 é um benefício garantido a todos os trabalhadores registrados em Carteira de Trabalho.

✓ Saiba ainda quais as novas regras para receber o PIS 2020

O seguro consiste no pagamento temporário de um salário ao trabalhador que foi demitido sem justa causa, como forma de amparo e auxílio na situação financeira desse servidor.

O dinheiro pode servir como fonte de renda para a busca de um novo emprego, aperfeiçoamento de suas habilidades, e claro, sustento da família enquanto não há outra renda.

A própria empresa contratante que fez o desligamento do funcionário deve encaminhá-lo a um posto do Ministério do Trabalho para que faça o requerimento do benefício. Munido de documentos que comprovem o direito ao benefício.

O pagamento das parcelas do Seguro Desemprego são feitos pelas agências da Caixa Econômica Federal.


Quem tem direito ao Seguro Desemprego 2020?

Seja da rede pública ou privada, os trabalhadores que possuem registro devem receber o benefício. No entanto, foi especificado o grupo de quem tem direito ao Seguro Desemprego 2020:

  • Tiver sido dispensado sem justa causa;
  • Estiver desempregado, quando for requerer o benefício;
  • Ter recebido salários de pessoa jurídica ou pessoa física;
  • Não possuir renda própria para o seu sustento e de sua família;
  • Não estiver recebendo benefício de prestação continuada da Previdência Social, exceto pensão por morte ou auxílio-acidente.

As regras Seguro Desemprego 2020 indica que quanto mais pedidos do seguro forem feitos, o grupo de pessoas que podem recebê-lo é alterado conforme o tempo de contribuição com a empresa. Por exemplo:

  • Primeiro solicitação: necessário ter recebido salário em pelo menos 12 meses dos 18 meses anteriores a data de dispensa;
  • Segunda solicitação: necessário ter recebido salário em pelo menos 9 meses dos 12 meses anteriores a data de dispensa;
  • Demais solicitações: 6 meses anteriores a data de dispensa.

Como dar entrada no Seguro Desemprego 2020?

Buscando informações sobre a solicitação do benefício? Para dar entrada no Seguro Desemprego 2020, clique aqui e veja o passo a passo! 

De acordo com o site oficial do Ministério do Trabalho, o atendimento leva em média 15 minutos. Apenas depois de comparecer ao Sine, começa a contar o prazo de 30 dias para recebimento do benefício.


Cálculo Seguro Desemprego 2020

O valor Seguro Desemprego 2020 acompanha a inflação e pode ser alterado no início do ano. Foi o que acontecem em 2019, quando o salário mínimo foi reajustado e a quantia mínima e máxima a ser recebida de benefício também foi alterada.

✓ Conheça as novas datas dos benefícios:

Até então, o pagamento do seguro pode ser de no máximo R$1.735,29 e de no mínimo R$998. Desta forma, o cálculo Seguro Desemprego 2020 também foi modificado.

Lembrando que é necessário ter a média dos últimos 3 salários recebidos pelo trabalhador, e em seguida fazer o cálculo que tem como base:

  • Quem ganhava, em média, até R$ 1.531,02: multiplica a média por 0,8 (não podendo ser inferior a R$998);
  • Quem ganhava, em média, de R$ 1.531,03 a R$ 2.551,96: o que exceder a R$1.531,03 deve ser multiplicado por 0,5 e somar a R$1.224,82;
  • Quem ganhava acima de R$ 2.551,96: o valor da parcela será de R$ 1.735,29 exatos.

Entenda que, por exemplo, uma pessoa que recebeu em seus últimos 3 salários R$1.500 deve fazer o cálculo:

  • Média: (1.500 x 3)/3= 1.500;
  • 1.500 x 0,8 = R$1.200 de seguro desemprego.

Pagamento Seguro Desemprego 2020

O pagamento Seguro Desemprego 2020 é feito pela Caixa, que após o requerimento do trabalhador em um posto do Ministério do Trabalho fará a liberação na conta corrente do mesmo, ou por meio do Cartão Cidadão para os não agenciados.

O valor é pago em 3 ou 5 parcelas, e varia de acordo com o tempo de contribuição do funcionário e se esta é a primeira, segunda ou demais solicitações.

A ordem segue das parcelas do Seguro Desemprego 2020:

  • 1° solicitação – 12 meses trabalhados – 4 parcelas de seguro;
  • 1° solicitação – 24 meses trabalhados – 5 parcelas de seguro;
  • 2° solicitação – 9 meses trabalhados – 3 parcelas de seguro;
  • 2° solicitação – 12 meses trabalhados – 4 parcelas de seguro;
  • 2° solicitação – 24 meses trabalhados – 5 parcelas de seguro;
  • 3° solicitação – 6 meses trabalhados – 3 parcelas de seguro;
  • 3° solicitação – 11 meses trabalhados – 4 parcelas de seguro;
  • 3° solicitação – 12 meses trabalhados – 5 parcelas de seguro.
Avalie este artigo

Avaliação média: 5
Total de Votos: 6

Seguro Desemprego 2020: Regras, Valor Atualizado, Cálculo e Pagamento

Adicionar Comentário